A cirurgia de transplante capilar é perigosa?

Tempo de leitura: 4 minutos

O transplante capilar é um procedimento cirúrgico utilizado para tratar a calvície ou a perda de cabelo permanente. É uma opção popular para pessoas que desejam restaurar o crescimento capilar em áreas calvas ou com afinamento capilar.
Existem duas técnicas principais de transplante capilar:
  1. Transplante de Unidades Foliculares (FUT): Nessa técnica, uma faixa de couro cabeludo saudável é removida da área doadora, geralmente na parte de trás da cabeça, onde o cabelo é mais resistente à queda. A faixa é então dividida em pequenos enxertos contendo unidades foliculares, que são grupos de folículos capilares. Esses enxertos são cuidadosamente implantados nas áreas calvas ou com afinamento capilar. A técnica FUT deixa uma cicatriz linear no local da remoção da faixa de couro cabeludo, mas ela pode ser disfarçada pelo cabelo ao redor.
  2. Extração de Unidades Foliculares (FUE): Nessa técnica, cada unidade folicular é individualmente extraída da área doadora, geralmente usando um instrumento de microcirurgia especializado. Os enxertos são então implantados nas áreas calvas ou com afinamento capilar. A técnica FUE não envolve a remoção de uma faixa de couro cabeludo, resultando em cicatrizes menores e pontos de extração distribuídos pelo couro cabeludo. Isso permite que o cabelo seja usado em cortes mais curtos sem que as cicatrizes sejam visíveis.
Ambas as técnicas têm suas vantagens e desvantagens, e a escolha entre elas depende da situação individual de cada paciente, como a quantidade de cabelo na área doadora, a preferência pessoal e a avaliação do cirurgião.
É importante ressaltar que o transplante capilar não é recomendado para pessoas com perda de cabelo temporária ou progressiva, pois o procedimento envolve o uso de folículos capilares permanentes. Além disso, os resultados do transplante capilar não são imediatos. Leva tempo para que os folículos transplantados cresçam e o resultado final possa ser apreciado, geralmente ocorrendo entre 6 e 12 meses após o procedimento.

A cirurgia de transplante capilar é considerada um procedimento seguro quando realizado por um cirurgião plástico especializado e em uma clínica adequada. No entanto, como qualquer procedimento cirúrgico, existem alguns riscos associados que devem ser considerados. É importante discutir esses riscos com o cirurgião antes de tomar uma decisão.

6 riscos de fazer um transplante capilar com um profissional sem a devida capacitação

Aqui estão alguns dos riscos potenciais do transplante capilar:
  1. Infecção: Existe o risco de infecção após a cirurgia. No entanto, medidas preventivas, como o uso de técnicas assépticas e antibióticos profiláticos, são tomadas para minimizar esse risco.
  2. Sangramento: Durante a cirurgia, pode ocorrer algum sangramento. No entanto, o cirurgião controla cuidadosamente qualquer sangramento durante o procedimento.
  3. Cicatrizes: Tanto a técnica FUT quanto a técnica FUE deixam cicatrizes, mas sua visibilidade pode variar dependendo da técnica utilizada, da habilidade do cirurgião e das características individuais do paciente. Em geral, as cicatrizes podem ser minimizadas e escondidas pelo próprio cabelo.
  4. Mau crescimento do cabelo: Em alguns casos, pode ocorrer um crescimento inadequado do cabelo transplantado. Alguns fatores, como danos aos folículos durante o procedimento, podem afetar o crescimento adequado do cabelo.
  5. Dor e desconforto: Após a cirurgia, é comum sentir algum grau de dor, desconforto e sensibilidade no couro cabeludo. No entanto, medicamentos analgésicos são prescritos para ajudar a controlar esses sintomas.
  6. Resultados insatisfatórios: Em alguns casos, os resultados do transplante capilar podem não atender totalmente às expectativas do paciente em termos de densidade capilar ou aparência desejada. É importante ter expectativas realistas e discutir as possibilidades de resultados com o cirurgião antes do procedimento.
É fundamental escolher um cirurgião plástico especializado em transplante capilar e realizar o procedimento em uma clínica confiável e bem equipada. Ao fazer isso, você estará aumentando as chances de um procedimento seguro e bem-sucedido. Certifique-se de discutir todos os riscos, benefícios e alternativas disponíveis com seu cirurgião antes de tomar uma decisão informada.
Antes de optar pelo transplante capilar, é fundamental realizar uma consulta com um cirurgião especializado em transplante capilar. O cirurgião avaliará sua condição capilar, discutirá as opções disponíveis e fornecerá informações sobre o procedimento, riscos e resultados esperados. Dessa forma, você poderá tomar uma decisão informada e realista em relação ao transplante capilar.

Deixe uma resposta