Alopécia na barba: Descubra o que é e como tratar

Tempo de leitura: 1 minuto

É comum os pacientes chegarem no consultório querendo uma barba mais densa ou corrigir o desenho dos pelos, mas é preciso verificar se essas falhas que existem na barba não são um fator genético. Se for, o teste genético para alopecia vai apontar no diagnóstico.


Por outro lado, se o desenho for o que se almeja retificar, é algo genético. Se for uma área onde nunca houve barba, ou seja, no exame, não há folículo, é preciso realizar um transplante de barba. Nesse caso, retira-se o folículo do pescoço ou até mesmo da nuca do cabelo e implanta na região onde não há pelo. 

Tratando-se de uma perda de densidade, é necessário efetuar um exame dermatoscópico e seguir com um tratamento clínico, com soluções via oral, mesoterapia, microagulhamento, etc. 

Se forem falhas ou áreas que surgem mais abertas e recentes, é indispensável investigar se se trata de uma alopecia areata, que pode estar ligada a um problema emocional ou psicológico. Também pode se tratar de uma micose localizada, que gera a perda de barba na região.

Por fim, caso você tenha algum incômodo com a sua barba referente a perda de pelos, espaços que nunca cresceram pelos ou quer modificar o desenho, procure um médico dermatologista!   

Deixe uma resposta