Amiloidose cutânea e tatuagem

Tempo de leitura: menos de 1 minuto

A amiloidose cutânea é uma doença de pele de depósito. Por isso, já não é recomendado realizar uma tatuagem por cima de uma lesão, porque ela pode acabar disfarçando alterações, dificultando o diagnóstico, e também gerando situações como dermatite.

A tatuagem é somente a deposição de pigmentos na região de maneira artística, mas mascara a progressão da mancha, alterações da lesão da amiloidose cutânea, dermatite e pruridos. 

Dessa forma, não recomendo que se faça uma tatuagem por cima do local lesionado pela amiloidose cutânea.

Deixe uma resposta