Como eliminar o bigode chinês?

Tempo de leitura: 1 minuto

O bigode chinês é uma marca, um sulco nasogeniano, que possuímos na zona labial, que incomoda grande parte da população masculina e feminina. A marcação desta região está muito associada com a flacidez do terço inferior ou terço médio da face, seja por fotoenvelhecimento ou até mesmo por conta de uma perda de peso acentuada.

Esta região está suscetível à flacidez e, uma vez que se perde muito peso, a pele acaba desabando e marcando o bigode chinês. E ele é percebido pelo visagismo, ou seja, pelo jogo de luz e sombra que ocorre no rosto, surgindo por uma flacidez acentuada ou perda de sustentação. 

Eu sempre falo para as minhas pacientes que não adianta chegar nessa região e apenas injetar o preenchedor de ácido hialurônico e não cuidar da qualidade da pele. Assim, é muito comum incorporar um peeling facial no tratamento para estimular a região e recuperar a qualidade da pele, para que o resultado do preenchimento seja melhor. 

Outra coisa, não é eficaz só preencher o sulco, porque pode ocorrer a deformação do rosto. Além disso, o preenchimento só na região do bigode chinês pode não ser suficiente, sendo necessário efetuar o preenchimento na bochecha para se corrigir a flacidez.

Para casos mais graves, pode-se utilizar fios de indução de colágeno ou até mesmo fios de tração passados pela face para ancorar e tracionar a pele, devolvendo a sustentação da pele. 

Deixe uma resposta