Cuidados essenciais após a depilação

Tempo de leitura: 1 minuto

Muitos pacientes me procuram porque, após a depilação, passam a apresentar irritações na pele ou, principalmente, onde estava o pelo.

Antes de tudo, é preciso comentar sobre as técnicas que são utilizadas para a depilação, sendo as mais frequentes realizadas com usos de lâminas, como aparelhos de barba, que acabam gerando trauma local por uma raspagem da pele por conta do ato de passar a lâmina sobre a pele. Logo, isso já expõe a localidade a um quadro de irritação maior.

Outro tipo de depilação comum é o uso de cera, quente ou fria, que faz um arrancamento da pele, não só do pelo, gerando também um trauma local

Além destes, pode-se citar o aparelho de depilação que arranca o pelo, promovendo um trauma menor que os outros. Por conta disso, pra quem tem um grau de irritabilidade maior, acaba sendo o mais indicado.

Para além da irritabilidade, esses traumas podem ocasionar hipercromias, que são muito comuns em regiões como buço, axilas e virilha.

Assim, a escolha certa do método de depilação é fundamental, no entanto, é preciso realizar um cuidado pré e pós depilação. 

Falando da lâmina, que é facilmente acessível, uma das condutas indicadas é amolecer a pele o máximo antes da depilação com compressas mornas, por exemplo. Fora isso, é indicado utilizar um bom produto para auxiliar no deslizar da lâmina. 

Após a depilação, deve-se utilizar um produto calmante e cicatrizante. Uma solução caseira seria um chá de camomila gelado, fazendo uma compressa na região desejada. Também é possível usar um produto pós depilatório mesmo, com produtos fitoterápicos, óleos essenciais ou princípios ativos eficazes para este tipo de situação.

Por fim, recomendo também utilizar lâminas descartáveis, a fim de evitar contaminações e infecções na pele, não tomar sol e nem usar calça apertada após a depilação na região íntima.

Deixe uma resposta