Fatores emocionais causam queda capilar?

Tempo de leitura: 6 minutos

Sim, fatores emocionais podem desencadear ou agravar a queda capilar. O estresse emocional pode influenciar negativamente a saúde do cabelo e pode levar a um tipo específico de queda de cabelo chamada “eflúvio telógeno”. O eflúvio telógeno é uma condição em que um grande número de cabelos entra prematuramente na fase de repouso (telógena) do ciclo capilar e, eventualmente, cai.

Alguns dos fatores emocionais que podem estar associados ao eflúvio telógeno incluem:

  1. Estresse: Altos níveis de estresse ou estresse prolongado podem afetar negativamente o ciclo capilar, resultando em uma maior queda de cabelo.
  2. Ansiedade: A ansiedade crônica pode ter um impacto negativo na saúde capilar e pode contribuir para a queda de cabelo.
  3. Traumas emocionais: Eventos traumáticos, como perda de entes queridos, divórcio, problemas financeiros ou outros eventos emocionalmente impactantes, podem levar à queda de cabelo.
  4. Depressão: A depressão pode afetar o bem-estar geral e a saúde do cabelo também pode ser afetada.
  5. Mudanças hormonais: O estresse emocional pode desencadear mudanças hormonais no corpo, o que também pode contribuir para a queda de cabelo.

É importante ressaltar que a queda de cabelo relacionada ao estresse emocional geralmente é temporária e reversível. Uma vez que o estresse ou os fatores emocionais são resolvidos ou controlados, o cabelo geralmente volta ao seu padrão normal de crescimento.

Se você estiver enfrentando problemas de queda de cabelo e suspeitar que o estresse emocional pode ser um fator contribuinte, é aconselhável procurar o aconselhamento de um médico ou dermatologista. Eles podem ajudar a determinar a causa da queda de cabelo e recomendar tratamentos adequados para ajudar a restaurar a saúde do cabelo. Além disso, eles podem fornecer orientação sobre como gerenciar o estresse e as emoções para promover uma melhor saúde geral e capilar.

Depressão e queda capilar

A depressão pode estar associada à queda capilar, principalmente através do fenômeno conhecido como eflúvio telógeno. O eflúvio telógeno é uma forma de queda de cabelo temporária que ocorre quando uma grande quantidade de cabelos entra prematuramente na fase de repouso (telógena) do ciclo capilar e, eventualmente, cai. Esse tipo de queda capilar pode ser desencadeado por eventos estressantes ou traumáticos, incluindo a depressão.

Quando uma pessoa está enfrentando um episódio de depressão, os níveis de estresse e ansiedade podem ser elevados. Esses fatores emocionais podem desencadear mudanças no corpo, afetando os hormônios e o funcionamento normal do ciclo capilar. Como resultado, um maior número de cabelos pode entrar na fase de repouso e, eventualmente, cair, causando a queda capilar excessiva.

Além disso, a depressão também pode levar a mudanças no comportamento e nos hábitos diários da pessoa, o que pode influenciar a saúde do cabelo. Por exemplo, pessoas deprimidas podem ter dificuldade em manter uma dieta equilibrada, o que pode afetar a nutrição necessária para o cabelo crescer saudável. Também podem ser menos propensas a cuidar adequadamente do cabelo ou podem desenvolver comportamentos como puxar o cabelo (tricotilomania), que também pode causar queda capilar.

É importante enfatizar que a queda capilar relacionada à depressão é geralmente temporária e reversível. À medida que a pessoa busca tratamento para a depressão e encontra maneiras de lidar com o estresse emocional, é provável que o cabelo se recupere e volte ao seu padrão normal de crescimento.

Se você está enfrentando problemas de queda capilar e suspeita que a depressão possa ser um fator contribuinte, é importante procurar ajuda profissional. Consultar um médico ou dermatologista é essencial para avaliar a causa da queda de cabelo e fornecer orientações sobre tratamentos adequados, além de fornecer suporte para lidar com a depressão e os aspectos emocionais envolvidos.

Eflúvio Telógeno

O eflúvio telógeno é um tipo de queda de cabelo temporária que ocorre quando uma grande quantidade de cabelos entra prematuramente na fase de repouso (telógena) do ciclo capilar e, eventualmente, cai. Geralmente, é um fenômeno transitório e reversível, em que o cabelo normalmente volta a crescer após a causa subjacente ser resolvida.

Principais características do eflúvio telógeno:

  1. Duração limitada: O eflúvio telógeno não é uma forma permanente de perda de cabelo. Ele ocorre por um período limitado e, uma vez que a causa subjacente é tratada ou resolvida, o cabelo tende a voltar ao seu padrão normal de crescimento.
  2. Perda difusa de cabelo: O eflúvio telógeno geralmente causa uma queda generalizada e uniforme de cabelo em todo o couro cabeludo, em vez de perda localizada em áreas específicas.
  3. Cabelos na fase telógena: Durante o eflúvio telógeno, muitos fios de cabelo entram na fase de repouso (telógena) prematuramente, o que resulta em uma maior quantidade de cabelo caindo quando escovamos ou lavamos os cabelos.

Causas do eflúvio telógeno:

O eflúvio telógeno pode ser desencadeado por uma variedade de fatores, incluindo:

  1. Estresse emocional ou trauma: Eventos estressantes, como perda de um ente querido, divórcio, problemas financeiros ou trauma físico, podem desencadear o eflúvio telógeno.
  2. Mudanças hormonais: Flutuações hormonais durante a gravidez, pós-parto, menopausa ou alterações nos níveis hormonais também podem levar a essa condição.
  3. Dietas restritivas ou desequilibradas: Dietas com deficiências nutricionais significativas podem afetar a saúde do cabelo.
  4. Infecções e doenças graves: Algumas infecções ou doenças graves podem levar ao eflúvio telógeno como uma resposta do corpo ao estresse causado pela doença.
  5. Uso de medicamentos: Alguns medicamentos, como quimioterapia, retinoides e medicamentos para pressão arterial e tireoide, podem desencadear essa forma de queda de cabelo.

Tratamento e Gerenciamento:

O eflúvio telógeno geralmente não requer tratamento específico, pois o cabelo tende a se recuperar por si só após a resolução da causa subjacente. No entanto, é importante identificar e tratar a causa do eflúvio telógeno, caso seja possível.

Se você estiver enfrentando uma queda capilar significativa e suspeitar de eflúvio telógeno, é recomendável consultar um médico ou dermatologista para uma avaliação adequada e um plano de tratamento apropriado. Eles podem ajudar a identificar a causa subjacente e fornecer orientações sobre como gerenciar a queda de cabelo durante esse período.

Deixe uma resposta