Foliculite – O que é, sintomas e tratamento. Saiba como combater a Foliculite!

Tempo de leitura: 3 minutos

A foliculite é uma infecção da pele que acomete e se inicia, principalmente, nos folículos pilosos: nos pelos. Foliculite é uma infecção da pele que atinge os folículos pilosos, os pelos. Geralmente, é motivada por uma infecção bacteriana, ou até mesmo fúngica, mas principalmente bacteriana.

Também é muito conhecida como “pelo encravado”, mas nem sempre essa característica do pelo encravado é somente uma foliculite. A foliculite pode ter a presença do pelo com a sua base amarelada ou esbranquiçada, e até mesmo aquela formatação modular, onde não se tem o pelo, porque por vezes ele dobra para dentro da pele.

QUAIS OS SINTOMAS DA FOLICUITE?

A foliculite se manifesta como a apresentação muito parecida com as espinhas, as acnes, iniciando até mesmo como um ponto avermelhado, e podendo evoluir para um ponto esbranquiçado ou amarelado, por conta da bactéria que promove o pus. Pode coçar, pode doer e realmente o incômodo é sempre um sintoma presente.

O sintoma da foliculite é evolutivo, gradativo, e pode simplesmente inexistir com o passar do tempo, ou se agravar. Por vezes, esse quadro, que era um ponto de infecção, pode gerar um processo infeccioso um pouco mais extenso, inflamatório, em formatos de nodulações, sendo mais dolorosas, com uma característica de aquecimento local da pele, típico do processo inflamatório.

A foliculite superficial, que é o tipo mais comum, surge na base dos pelos, onde você tem uma infecção local por bactéria. Geralmente, uma bactéria que é comum, a Staphylococcus aureus, e é caracterizada por uma coceira, uma vermelhidão e a presença do pus, o pontinho amarelo naquela região.

Com o passar do tempo, esse processo pode se resolver espontaneamente ou pode progredir.  

COMO É O TRATAMENTO DA FOLICULITE?

A pseudofoliculite de barba também é outro item muito frequente. Ela ocorre quando o pelo não consegue sair pela pele, então ele se dobra por debaixo da pele, causando nodulações, de característica avermelhada e dolorosa. É muito comum na região do pescoço, é muito frequente também após passar a lâmina na barba. Por isso, pessoas que têm quadro de foliculite recorrente, uma das indicações, além de manter a pele sempre mais fina, fazendo esfoliação local, e manter a hidratação, é o uso de barbeador elétrico.

Foliculites mais profundas, como por exemplo a formação de furúnculos e carbúnculos, são quando as bactérias infectam realmente os folículos pilosos mais profundamente. Esse grau de infecção progride, atinge uma área mais profunda, e forma os abcessos, os furúnculos, que podem necessitar de drenagem ou aspiração do conteúdo. Um diagnóstico assertivo pode acarretar no uso de medicamentos via oral.

O tratamento é por meio do diagnóstico assertivo, combater a presença através da higiene local, evitar locais de compartilhamento úmidos (exemplo: sauna, espreguiçadeiras, etc).

O uso de esfoliante, periodicamente falando, é um hábito saudável, porque você acaba fazendo um desgaste da pele e removendo o acúmulo de fungos locais, além de deixar a pele mais fina, facilitando a saída do pelo. Uma hidratação local também é importante,  a emoliência da pele é primordial para manter o equilíbrio. Além disso, deve-se evitar lavar o rosto frequentemente ou passar muitos produtos, como sabonetes antibacterianos, pois atingem as bactérias protetoras da pele e deixam a pele muito seca. O ideal é sempre usar sabonetes neutros e glicerinados.

 

Achou este conteúdo útil? Compartilhe com seus amigos nos links abaixo ou deixe seu comentário.

Deixe uma resposta