Frieira no pé

Tempo de leitura: 2 minutos

A frieira, também conhecida como pé de atleta ou tinea pedis, é uma infecção fúngica que afeta principalmente os pés. É causada pelo crescimento excessivo de fungos, especialmente os dermatófitos, que se desenvolvem em ambientes quentes e úmidos.
A frieira é uma condição comum e contagiosa, que pode ser transmitida por contato direto com uma pessoa infectada, superfícies contaminadas, como pisos de banheiros públicos ou vestiários, ou pelo compartilhamento de objetos pessoais, como toalhas, meias ou calçados.

Os principais sintomas da frieira no pé incluem:

  1. Coceira intensa, especialmente entre os dedos dos pés.
  2. Vermelhidão da pele afetada.
  3. Descamação ou descamação da pele.
  4. Formação de bolhas ou rachaduras na pele.
  5. Odor desagradável.
  6. Sensação de queimação ou desconforto.

Para tratar a frieira no pé, podem ser adotadas as seguintes medidas:

  1. Mantenha os pés limpos e secos: Lave os pés diariamente com água morna e sabão neutro. Em seguida, seque bem os pés, especialmente entre os dedos, para evitar a umidade.
  2. Use sapatos adequados: Opte por sapatos arejados e que permitam a ventilação dos pés. Evite sapatos apertados ou feitos de materiais sintéticos que causem transpiração excessiva.
  3. Troque as meias regularmente: Use meias limpas e de algodão, que absorvem a umidade dos pés. Troque as meias diariamente ou sempre que estiverem úmidas.
  4. Evite andar descalço em áreas públicas: Use chinelos ou sandálias ao caminhar em piscinas, vestiários ou áreas públicas compartilhadas para evitar o contato com fungos.
  5. Aplique antifúngicos tópicos: Utilize cremes, pomadas ou sprays antifúngicos recomendados por um médico ou farmacêutico. Siga as instruções de aplicação e duração do tratamento.
  6. Evite compartilhar objetos pessoais: Não compartilhe toalhas, calçados, meias ou outros itens pessoais com outras pessoas, pois isso pode facilitar a disseminação da infecção.
Se os sintomas persistirem ou piorarem após o tratamento caseiro, é recomendado consultar um médico ou dermatologista. Eles poderão avaliar a condição, diagnosticar corretamente a frieira no pé e, se necessário, prescrever medicamentos antifúngicos mais potentes ou outras opções de tratamento.
Além disso, é importante lembrar que a prevenção é fundamental para evitar a recorrência da frieira no pé. Mantenha os pés limpos e secos, evite ambientes úmidos e quentes, use calçados adequados e siga boas práticas de higiene pessoal para reduzir o risco de infecções fúngicas.

Deixe uma resposta