Implante de barba: o que você precisa saber

Tempo de leitura: 1 minuto

O implante de barba tem se tornado cada vez mais comum e possível! Geralmente é uma opção para aquele paciente que tem uma perda do desenho da barba, ou uma não constituição, uma barba rala, com defeito ou, até mesmo, com áreas de não formação de pelos de barba. 

COMO FUNCIONA O IMPLANTE DE BARBA?

Então, o implante de barba é possível? Sim, é possível, é frequente e ocorre da mesma forma que o implante capilar! Há aplicação de anestesia local, usualmente removemos os folículos que produziam pelos na região inferior do pescoço, que por vezes incomodam mais as pessoas, e transplantamos esses folículos de barba para as áreas de necessidade do paciente. Sempre seguiremos a densidade estimada do próprio paciente, ou seja, quantos folículos ele já possui por cm² na sua barba para manter um padrão homogêneo.

Quando o paciente deseja um aumento de densidade em geral, coletamos os folículos da região inferior e transplantá-los de uma maneira homogênea também nessa região que ele já possui a barba. 

Assim como o implante capilar, acontece com um equipamento com uma lâmina circular de um milímetro de diâmetro e corta-se folículo por folículo, coletando-os e posteriormente transplantando-os para a área desejada.

CUIDADOS NO PÓS-OPERATÓRIO

O paciente precisa tomar um cuidado maior em domicílio porque, principalmente nos primeiros dias, qualquer trauma na região pode acontecer dele ter o arrancamento deste folículo e, obviamente, o insucesso do implante de barba na região.

Após passado a primeira semana, isto já fica mais estabilizado e a possibilidade de perder um folículo diminui drasticamente. O restante segue mais ou menos como um implante capilar, realizando cuidado pós-operatório e aplicando soluções locais, com estimulação do folículo. A partir daí, o folículo transplantando irá produzir os fios de barba normalmente! 

Achou este conteúdo útil? Compartilhe com seus amigos nos links abaixo e deixe seu comentário.

Deixe uma resposta