Passo a passo do Transplante Capilar: pós-operatório

Tempo de leitura: 1 minuto

O pós-operatório do Transplante Capilar ou de Barba se assemelham muito. Nos primeiros dias o paciente pode fazer a lavagem da área doadora com uma ducha de baixa pressão, mas a água diretamente do chuveiro não pode bater na região do implante. É fundamental lavar a área para evitar infecções e contaminações.

Depois do 3º ou 5º dia está liberado lavar e remover as crostas que ficam no couro cabeludo. O Instituto Capilar Brasil também ensina uma técnica de lavagem para o paciente. A crosta fica no couro cabeludo por aproximadamente uma semana e vai se dissolvendo de forma gradual. A segunda semana do pós-operatório é o momento mais bonito do pós-imediato. Todo processo inflamatório até o terceiro dia pode gerar edemas e, consequentemente, inchaço local que pode ser drenado para a cervical ou submandibular. 

Atividades físicas, como academia, são liberadas normalmente a partir de uma semana. Algumas orientações sobre trauma local são feitas para evitar perda de folículos capilares. Uma vez que o folículo está cicatrizado, não existe mais esse risco. 

Porém, entre a terceira e a sexta semana pós implante podem cair fios. Existe um protocolo adotado na clínica para evitar ao máximo essa queda. O Protocolo Triko faz o controle desta queda e, mesmo ocorrendo em maior ou menor quantidade, os fios crescem novamente.

A equipe do consultório acompanha o paciente diariamente, e também marcamos telemedicina quando se trata de um paciente de outra região. O acompanhamento pós transplante capilar dura um ano.

O resultado final do transplante capilar só pode ser visto com um ano de pós-operatório, mas a partir da vigésima quarta semana já é possível ter uma ideia de como vai ficar a região implantada.

 

Gostou deste post? Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta