Psoríase: o que é, tratamento e diagnóstico

Tempo de leitura: 4 minutos

A psoríase é uma doença de pele crônica que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Ela se caracteriza pelo desenvolvimento de manchas avermelhadas e escamosas na pele, podendo ocorrer em qualquer parte do corpo. Embora seja uma condição comum, a psoríase ainda é frequentemente mal compreendida e estigmatizada.
Neste artigo, exploraremos os diferentes aspectos dessa doença, desde suas causas e sintomas até opções de tratamento e formas de gerenciar o impacto psicossocial.

Causas e sintomas da psoríase:

A psoríase é considerada uma doença autoimune, o que significa que o sistema imunológico do corpo ataca erroneamente as células saudáveis da pele. Essa resposta anormal desencadeia um processo acelerado de renovação celular, resultando no acúmulo de células mortas na superfície da pele, formando as escamas características.
Embora a causa exata da psoríase ainda não seja completamente compreendida, fatores genéticos e ambientais desempenham um papel importante no seu desenvolvimento. Ter um histórico familiar de psoríase aumenta o risco de desenvolver a condição, e certos gatilhos ambientais, como estresse, infecções, clima frio e alguns medicamentos, podem desencadear ou agravar os sintomas.
Os sintomas da psoríase podem variar de leves a graves e podem incluir manchas avermelhadas e inflamadas cobertas por escamas prateadas na pele. Essas manchas, chamadas de placas, geralmente causam coceira e desconforto. A psoríase também pode afetar as articulações, resultando em artrite psoriática, uma condição que causa dor e inflamação nas articulações.

Tratamento da psoríase:

Embora não haja cura definitiva para a psoríase, existem várias opções de tratamento disponíveis para ajudar a controlar os sintomas e melhorar a qualidade de vida dos pacientes. O tratamento é geralmente adaptado às necessidades individuais de cada pessoa, levando em consideração a gravidade da condição, a extensão da área afetada e a resposta a tratamentos anteriores.
Alguns tratamentos tópicos, como pomadas e cremes contendo corticosteroides, podem ajudar a reduzir a inflamação e a coceira. Além disso, existem medicamentos tópicos não esteroides, como análogos de vitamina D e análogos de vitamina A, que podem ser prescritos para diminuir a taxa de crescimento celular e aliviar os sintomas.
Para casos mais graves, a terapia com luz ultravioleta (fototerapia) pode ser recomendada. A exposição controlada à luz UVB ou a utilização de psoralenos com PUVA (psoraleno mais luz ultravioleta A) pode ajudar a reduzir os sintomas e melhorar a aparência da pele.

Diagnóstico da Psoríase

O diagnóstico da psoríase é feito por um médico especialista em dermatologia, com base na avaliação clínica dos sintomas e características da pele do paciente. Não há um teste específico para diagnosticar a psoríase, mas o médico geralmente realiza um exame físico minucioso e considera o histórico médico do paciente.
Durante a avaliação, o médico observará as lesões cutâneas características da psoríase, como manchas avermelhadas e descamativas, geralmente cobertas por escamas prateadas. Essas lesões podem estar presentes em várias partes do corpo, como couro cabeludo, cotovelos, joelhos, região lombar e unhas.
Além do exame físico, o médico também pode fazer perguntas sobre os sintomas e sua duração, histórico familiar de psoríase, exposição a possíveis gatilhos ambientais e condições médicas existentes. Essas informações ajudam a confirmar o diagnóstico e a descartar outras condições de pele semelhantes.
Em alguns casos, o médico pode optar por realizar uma biópsia da pele. Nesse procedimento, uma pequena amostra de tecido da lesão é retirada e examinada em laboratório para confirmar o diagnóstico. A biópsia também pode ajudar a descartar outras condições de pele que possam apresentar sintomas semelhantes.
É importante destacar que a psoríase pode variar em termos de gravidade e apresentação clínica, o que pode tornar o diagnóstico mais desafiador em alguns casos. Portanto, é fundamental consultar um médico especialista para obter um diagnóstico preciso e iniciar o tratamento adequado.
Caso seja diagnosticada com psoríase, é recomendável seguir as orientações do médico e realizar acompanhamento regular para monitorar a evolução da doença e ajustar o tratamento, se necessário. O envolvimento de um dermatologista experiente no manejo da psoríase é fundamental para garantir o melhor controle dos sintomas e melhorar a qualidade de vida do paciente.

Deixe uma resposta