Queda capilar em mulheres

Tempo de leitura: 5 minutos

A queda capilar em mulheres é um problema comum e pode ser causada por várias razões. Algumas das principais causas incluem:
  1. Fatores genéticos: A alopecia androgenética, também conhecida como calvície feminina, é uma condição hereditária que causa afinamento progressivo dos cabelos.
  2. Desequilíbrios hormonais: Alterações hormonais podem levar à queda de cabelo em mulheres. Isso pode ocorrer durante a gravidez, após o parto, durante a menopausa ou em casos de síndrome dos ovários policísticos (SOP).
  3. Estresse: Situações de estresse intenso podem desencadear um tipo de queda de cabelo chamado eflúvio telógeno, que faz com que os cabelos entrem na fase de repouso e caiam mais do que o normal.
  4. Deficiências nutricionais: A falta de nutrientes essenciais, como ferro, zinco, vitamina D, biotina e proteínas, pode afetar negativamente a saúde capilar.
  5. Dietas restritivas: Restringir calorias ou seguir dietas extremamente baixas em proteínas pode levar à perda de cabelo em algumas mulheres.
  6. Uso excessivo de produtos químicos: O uso frequente de produtos capilares, como corantes, alisadores ou tratamentos químicos agressivos, pode danificar os cabelos e levar à queda.
  7. Problemas de saúde: Certas condições médicas, como doenças da tireoide, anemia, doenças autoimunes e outras, podem estar associadas à queda capilar em mulheres.
  8. Alterações no padrão de penteado: Penteados apertados, como rabos de cavalo e tranças, podem causar queda de cabelo de tração, especialmente se forem usados com frequência.
Se você estiver enfrentando queda de cabelo excessiva ou notar mudanças significativas no seu cabelo, é importante consultar um dermatologista ou um médico especializado em cabelo. Eles poderão fazer uma avaliação adequada e determinar a causa subjacente da queda capilar, oferecendo orientação e tratamento apropriados com base na sua condição específica.

Menopausa e queda capilar

A queda capilar durante a menopausa é um problema comum que muitas mulheres enfrentam. Durante esse período de transição, o corpo passa por mudanças hormonais significativas, e isso pode afetar o ciclo de crescimento do cabelo.
A menopausa é marcada pela diminuição da produção de hormônios reprodutivos, como estrogênio e progesterona, e o aumento da hormônio folículo estimulante (FSH). Essas alterações hormonais podem levar a uma série de sintomas, incluindo a queda capilar. A queda de estrogênio pode enfraquecer os cabelos, tornando-os mais propensos a cair.
Outro fator que pode contribuir para a queda capilar durante a menopausa é a diminuição dos níveis de hormônios tireoidianos, que também podem afetar a saúde dos cabelos.
Além das alterações hormonais, outros fatores como o estresse emocional e físico, mudanças na dieta e envelhecimento geral também podem contribuir para a queda de cabelo durante a menopausa.
É importante lembrar que a queda capilar durante a menopausa é um processo natural e temporário para muitas mulheres. Normalmente, o cabelo volta a crescer após o período de transição hormonal.

Como amenizar a queda capilar?

Algumas medidas que podem ajudar a minimizar a queda capilar durante a menopausa incluem:
  1. Manter uma dieta equilibrada e rica em nutrientes essenciais para o cabelo, como proteínas, ferro, zinco e vitaminas do complexo B.
  2. Evitar penteados apertados e tratamentos químicos agressivos, que podem danificar os cabelos.
  3. Utilizar produtos capilares adequados para o tipo de cabelo, evitando produtos com químicos agressivos.
  4. Gerenciar o estresse através de técnicas de relaxamento, como meditação, ioga ou exercícios físicos.
  5. Consultar um dermatologista ou um médico especializado em cabelo para uma avaliação adequada e orientação sobre tratamentos tópicos ou medicamentos que possam ajudar a fortalecer os cabelos.
Se a queda capilar estiver causando preocupação significativa ou for mais grave do que o esperado, é essencial buscar orientação médica para descartar outras causas subjacentes e receber tratamento adequado.

Transplante Capilar Feminino

Sim, o transplante capilar também é uma opção para mulheres que sofrem de queda capilar ou calvície. O transplante capilar feminino é um procedimento cirúrgico em que os folículos capilares saudáveis são removidos de uma área doadora (geralmente da parte de trás da cabeça) e transplantados para a área afetada pela queda de cabelo ou rarefação capilar.
As mulheres podem enfrentar diferentes tipos de queda de cabelo, como a alopecia androgenética, eflúvio telógeno ou outras condições médicas que levam à perda capilar. Antes de considerar o transplante capilar, é importante que a causa da queda de cabelo seja identificada por meio de avaliação médica e diagnóstico adequado.
Existem duas técnicas principais de transplante capilar: FUT (Follicular Unit Transplantation) e FUE (Follicular Unit Extraction). Na técnica FUT, é removida uma faixa de pele doadora, que é dividida em unidades foliculares e transplantada para as áreas receptoras. Na técnica FUE, os folículos são retirados individualmente e transplantados.

O sucesso do transplante capilar feminino depende de diversos fatores, incluindo a qualidade e a quantidade dos folículos doadores, a habilidade do cirurgião e o cuidado pós-operatório. É fundamental que a paciente tenha expectativas realistas em relação aos resultados e compreenda que o crescimento capilar pode levar tempo.
É importante ressaltar que nem todas as mulheres são candidatas ao transplante capilar, e cada caso precisa ser avaliado individualmente por um cirurgião especializado em restauração capilar ou dermatologista experiente.
Além do transplante capilar, outras opções de tratamento para a queda de cabelo em mulheres incluem medicamentos, como minoxidil e finasterida, tratamentos tópicos, laserterapia e mudanças na dieta e estilo de vida para promover a saúde capilar. Uma abordagem integrada e orientada por um profissional de saúde qualificado é a melhor maneira de abordar a queda capilar feminina.

Deixe uma resposta