Tipos de queda capilar e como tratar a alopecia

Tempo de leitura: 3 minutos

A queda capilar, também conhecida como perda de cabelo ou alopecia, é um problema comum que pode afetar homens e mulheres de todas as idades. A queda capilar pode ser causada por uma variedade de fatores, e sua gravidade e duração podem variar dependendo da causa subjacente.

Tipos de alopecia

  1. Alopecia Androgenética: Também conhecida como calvície de padrão masculino ou feminino, é a forma mais comum de alopecia e é geneticamente determinada. Ela causa afinamento progressivo do cabelo e eventualmente a perda de cabelo nas regiões frontal e/ou coronal do couro cabeludo.
  2. Alopecia Areata: A alopecia areata é uma condição autoimune que leva à perda de cabelo em áreas circunscritas do couro cabeludo ou do corpo, criando manchas calvas.
  3. Alopecia Totalis: Esta forma de alopecia resulta na perda completa de cabelo no couro cabeludo.
  4. Alopecia Universalis: A alopecia universalis é uma forma mais grave que leva à perda de cabelo em todo o corpo, incluindo sobrancelhas, cílios e pelos corporais.
  5. Alopecia Cicatricial: Este tipo de alopecia ocorre quando o cabelo é perdido devido a danos no folículo piloso, resultando em cicatrizes que impedem o crescimento do cabelo na área afetada.
  6. Alopecia Traumática: A alopecia traumática ocorre como resultado de danos físicos ao cabelo devido a penteados apertados, tração excessiva ou práticas de cuidados capilares inadequadas.
  7. Alopecia por Eflúvio Telógeno: Esta forma de alopecia é causada por um aumento na fase telógena (fase de repouso) do ciclo de crescimento do cabelo, levando à queda excessiva de cabelo.
  8. Alopecia Congênita: A alopecia congênita é uma condição rara em que um indivíduo nasce sem cabelo ou com uma quantidade significativamente reduzida de cabelo.
  9. Alopecia Secundária a Doenças: Algumas doenças sistêmicas, como o lúpus, podem levar à alopecia como um sintoma secundário.
  10. Alopecia por Tricotilomania: A tricotilomania é um transtorno mental em que uma pessoa arranca repetidamente seus próprios cabelos, levando à alopecia em áreas afetadas.

Lembrando que a alopecia pode ser causada por uma variedade de fatores, incluindo genética, autoimunidade, doenças, estresse e danos físicos, entre outros. O tratamento da alopecia depende do tipo específico e da causa subjacente, sendo recomendável consultar um dermatologista para um diagnóstico e tratamento adequados.

Tem como o cabelo voltar a crescer após a queda capilar?

A capacidade de o cabelo voltar a crescer após a queda capilar depende da causa subjacente da alopecia e do estado dos folículos capilares afetados. Em muitos casos, sim, o cabelo pode voltar a crescer, especialmente se a queda de cabelo for devida a fatores temporários, como estresse, má alimentação, medicamentos temporários ou tricotilomania.

No entanto, em certos tipos de alopecia, como a alopecia androgenética e algumas formas de alopecia cicatricial, os folículos capilares podem ser danificados de forma irreversível, o que dificulta ou impede o crescimento de cabelo novo na área afetada.

É importante consultar um dermatologista ou um especialista em queda de cabelo para determinar a causa da alopecia e discutir as opções de tratamento disponíveis. Em muitos casos, tratamentos médicos, como medicamentos tópicos ou orais, terapia a laser, transplante capilar ou outros procedimentos, podem ajudar a estimular o crescimento capilar e melhorar a aparência da área afetada.

O tratamento é mais eficaz quando iniciado precocemente, portanto, é importante procurar orientação médica assim que notar uma queda significativa de cabelo ou áreas calvas no couro cabeludo.

Deixe uma resposta