Transplante capilar feminino: antes e depois

Tempo de leitura: 1 minuto

O transplante capilar feminino está muito associado ao tipo de alopecia da mulher. Antes de tudo, é necessário apontar que as mulheres respondem muito bem ao tratamento clínico, logo a porcentagem de mulheres que precisam de transplante capilar é bem menor do que o índice de homens na mesma situação. 

Isto ocorre porque a associação do folículo capilar masculino se vincula aos níveis hormonais, no caso da testosterona. 

A maioria dos casos de queda capilar ou alopecia feminina que chegam ao consultório são solucionados a partir do tratamento clínico, no caso, com o nosso Protocolo Triko

Quando a mulher possui a indicação de transplante capilar, é uma área diferente da que ocorre no homem. Geralmente, no homem, a alopecia vem da coroa e da região frontal. Enquanto que, na mulher, sucede uma perda de densidade e uma projeção de aumento da área frontal. 

Logo, na mulher, o transplante capilar é indicado quando há perda de densidade frontal. Assim, na cirurgia, ocorre a transplantação de folículos na área frontal, para que se tenha um reposicionamento do desenho de implantação do cabelo. 

Inclusive, na mulher, nós temos uma vantagem em decorrência do uso mais comum de cabelo comprido. Nós elegemos uma área da região posterior da cabeça para ser a área doadora, raspamos para efetuar a coleta dos folículos capilares, mas o cabelo cobre o local. 

Uma vez coletados os folículos, nós os implantamos na área frontal com o devido desenho.

O transplante capilar tem sido cada vez mais comum nas clínicas. Normalmente, as mulheres chegam com a queixa de que a testa está muito grande, o que denuncia o avanço da linha frontal, mas com o procedimento cirúrgico conseguimos devolver essa linha frontal e devolver a autoestima da mulher.

Deixe uma resposta