Tratando a queda capilar na menopausa

Tempo de leitura: 1 minuto

A mulher em situação de menopausa precisa ser distinguida das mulheres que ainda não chegaram nesta fase, pois se trata da última menstruação. A partir dos 40 anos, as mulheres iniciam o climatério, que é marcado por oscilação hormonal, caracterizando a menor produção de hormônios.

Aos 50 anos, de acordo com a média brasileira, acontece a menopausa e se pode apresentar queda capilar em decorrência da variação hormonal, que interfere em vários ciclos metabólicos importantes do organismo, entre eles o estímulo para produção de fios no folículo capilar

Ao tratar a queda capilar na menopausa, é preciso requerer um exame de sangue para avaliar a dosagem hormonal e verificar os níveis, uma vez que pode ser necessário corrigir. Também pode ser necessário se atentar para hipotireoidismo, hipovitaminose, entre outros. 

Para tratar esta mulher, pode-se fazer uso do minoxidil, assim como pode-se recorrer também à terapia capilar com o Protocolo Tryko, que abrange mesoterapia, suplementação via oral, etc. Mas, caso ocorra a perda do folículo capilar, a única solução viável é o transplante capilar.

Deixe uma resposta